quarta-feira, 4 de março de 2015

Estranho essa coisa de ser humano e de estar sempre insatisfeito. São tantas idas e vindas que a gente se perde um pouco no meio dos caminhos. Um pedacinho fica em cada canto. Às vezes desejo me formar e procurar um lugarzinho só meu no mundo, como se fosse a grande conclusão da etapa Graduação. Outras vezes desejo atrasar esse processo e continuar nesta etapa da formação, mesmo sabendo que nossa formação profissional não termina nunca, ou justamente por saber isso e já estar adaptada a esse processo atual.
É tão estranho essa coisa de ser incerto. É tão estranho essa coisa de querer viver tudo isso para sempre. Sem contar a estranheza de saber que só estou vivendo estes momentos por causa das pessoas ao meu redor e que se elas mudarem, tudo isso muda também. É tão estranho, mas espero não me acostumar nunca.
Devir. Acho que esse é o devir vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário